Pedidos de recuperação judicial devem subir 53% em relação ao ano passado

Segundo estudo obtido pelo Estadão o número de pedidos de recuperação judicial pode chegar a cerca de 1,8 mil em 2021, 53% a mais do que o ano passado. O aumento é um reflexo dos efeitos econômicos da pandemia e atingirá principalmente micro e pequenas empresas.


Os impactos foram menores no ano passado, devido a forte atuação do governo para auxiliar as companhias e as famílias, com medidas de adiamento de pagamento de tributos, possibilidade de reduzir jornada e salário, suspensão dos contratos de trabalho, renegociações de empréstimos e concessão de novos financiamentos. No ano passado foram registrados apenas 1.179 pedidos de recuperação judicial, sendo 15% menor do que 2019. No entanto, grande parte dos pagamentos e compromissos postergados começam a vencer entre março e abril.


A nova lei da falência, que entrou em vigor no último sábado deve suavizar os números e facilitar as negociações extrajudiciais entre credores e devedores, inclusive para débitos trabalhistas. Confira as novas regras da lei aqui.


6 visualizações0 comentário